HINO À CONCEIÇÃO

I

Entre os verdes sublime das matas

E dos rios de vasta extensão.

Fez seu berço de terna donzela

Nossa amada e fanal Conceição.

II

Esta terra sublime de encantos

Bafejada de amor e beleza.

É a noiva querida dos bosques

A mais linda e formosa princesa.

III

Sobre a copa dos loiros coqueiros

Que tatalam nas tardes fagueiras

A graúna seu hino desperta

Ao sorriso das luzes primeiras.

 
Letra: Profº. Lindolfo Ramalho

Música: Maestro João Batista Fernandes